Geral

Liderança indígena falece aos 106 anos em Vilhena

(Foto: Reprodução/Arquivo da Família)

A família do líder indígena e Pajé, Manoel Sabanê (106 anos), conversou com o site Folha de Vilhena nesta quinta-feira (18 de março) sobre o falecimento de Manoel. Ele faria 107 anos no dia 06 de julho, e faleceu vítima de uma pneumonia na segunda semana de março, em 2021.

Segundo seus filhos, Manoel foi contaminado com Covid-19, mas não foi a doença que causou seu falecimento. O líder teria feito os tratamentos médicos necessários, se curando do vírus antes de contrair pneumonia. Com a idade, além do estágio avançado da pneumonia, Manoel acabou não resistindo.

O Pajé é lembrado por sua tribo, em especial por seus filhos, pelo trabalho antropológico realizado em Vilhena. Sabanê mudou-se para suas terras em 2002, na aldeia Sowaintê, dois anos após morar em um sítio na região. A aldeia hoje fica localizada no Parque Indígena Aripuanã, e conta com aproximadamente 20 famílias.

O líder também participou do movimento de civilização em várias tribos na região do entorno de Vilhena. Uma das aldeias onde passou, inclusive, leva o nome de seu pai: a Aldeia Capitão Kinã.

Manoel Sabanê deixa uma carga cultural e de tradições que serão lembradas por seus descendentes.

O site Folha de Vilhena presta suas condolências aos familiares e amigos de Manoel Sabanê.

(Foto: Reprodução/Arquivo da Família)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo