Feirante é presa por matar homem a tiros em Porto Velho: ‘Ele vivia me ameaçando’

(Foto: Ilustrativa)

Uma feirante foi presa nesta terça-feira (21) em Porto Velho suspeita de matar um homem identificado como André Marinho Oliveira, de 36 anos, em agosto. Em depoimento, E.L.P confessou ter atirado em André e disse que cometeu o crime porque era ameaçada por ele.

Segundo a Delegacia Especializada em Crimes Contra a Vida (DECCV), a prisão preventiva de Erica foi decretada pela Justiça Estadual e ela já era considerada foragida.

Nesta terça-feira, agentes da delegacia de homicídios conseguiram localizar a mulher, que estava trabalhando na própria banca da feira, na zona sul da capital.

Na delegacia a suspeita conversou com jornalistas e confessou, também diante dos investigadores, que matou a vítima porque era ameaçada.

“Já saí da casa dos meu pais pra não ter que ficar ouvindo coisa. Toda vez que eu chegava lá [vila onde morava] o André ficava falando: ‘Ela tem medo de mim’. Ele vivia me ameaçando”, disse.

A arma usada no crime ainda não foi encontrada pelos agentes da Civil. E.L disse que a arma era dela, mas não lembra onde guardou.

Crime

No dia 5 de agosto a polícia foi acionada para atender uma ocorrência de homicídio no bairro Jardim Santana, em Porto Velho.

No local foi encontrado o corpo de André com quatro perfurações de arma de fogo. Os tiros atingiram costela do lado direito e a região do peito.

À época, testemunhas informaram aos policiais que o homem estava andando pela rua Alexandre Guimarães, sentido bairro, quando percebeu que estavam sendo seguido por alguém. Ao olhar para trás, foi alvejado e morreu logo depois.

Desde então a polícia investigava o caso e conseguiu provas de que foi E.L quem atirou contra o suspeito.

Por: G1/RO

Imprimir

GOSTARÍAMOS DE OUVIR SUA OPINIÃO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui