Cidades

Escolas SESI e SENAI são pioneiras na implantação do Novo Ensino Médio em Rondônia

O NEM foi implantado pelo SESI-SENAI-RO nas escolas de Porto Velho, Cacoal, Pimenta Bueno e Vilhena

000000 1 1

Enquanto as escolas públicas e privadas, que têm até 2022 para implementar o Novo Ensino Médio, estão dando os primeiros passos, as escolas SESI-SENAI foram pioneiras em Rondônia e no final de 2021 formam as primeiras turmas, após três anos de muito aprendizado. Receber o certificado do Ensino Médio e do curso Eletrotécnica e Redes, que foram os escolhidos para as primeiras turmas, é a primeira conquista de uma nova trajetória dos alunos do Novo Ensino Médio nas escolas SESI-SENAI de Rondônia.

O SESI-SENAI-RO implantou o NEM em 2019 nas quatro escolas localizadas em Porto Velho, Cacoal, Pimenta Bueno e Vilhena, que ofertam Educação Básica e Educação Profissional.

O coordenador de Educação Básica e Profissional SESI-SENAI-IEL-RO, Jair Coelho afirma, “nossos estudantes do Novo Ensino Médio vivenciam as principais tendências de mudanças e transformações da educação e do mundo global. Nas escolas SESI-SENAI, cada aluno é um estudante protagonista, autor, decisor e proponente do novo e das mudanças da realidade do mundo contemporâneo”.

“Por mais de um século, tivemos um mesmo modelo de ensino, que não acompanhou as mudanças tecnológicas e as necessidades do mercado de trabalho e da indústria. O Novo Ensino Médio é a revolução desse modelo, possibilitando aos jovens experimentarem e construírem planos para o futuro profissional”, ressaltou Coelho.

O coordenador lembra que um novo capítulo da educação brasileira teve início no dia 29 de janeiro de 2018, em Aparecida de Goiânia (Goiás), com o início das aulas do Novo Ensino Médio (NEM) na escola local do SESI. Poucos dias depois, cidades do Espírito Santo, da Bahia, do Ceará e de Alagoas também inauguraram as primeiras turmas com o novo currículo, em iniciativas pioneiras do SESI e do SENAI, que em Rondônia também estão fazendo história.

Rondônia entrou com o número maior de alunos em comparação aos demais estados, que começaram com 40. “Aqui começamos com 160, ou seja, com quatro vezes mais alunos. Apostamos alto na aceitação da sociedade local. Está dando certo, tanto que em janeiro de 2021 entraram três novas turmas, com o início do ano letivo”, ressalta o superintendente SESI-IEL e o diretor regional do SENAI-RO, Alex Santiago.

A formação prepara o aluno para os desafios atuais, com competências ligadas à indústria do futuro, o que contribui para a empregabilidade dos jovens, a capacidade de inovação das empresas, e, em maior escala, a produtividade e a economia do país. “Tanto a escola tem que ser inspiradora quanto os alunos têm de ter comprometimento, não podem ser passivos. Só escutar o professor falar, anotar o que ele põe no quadro, depois ir para a casa e não estudar, não vai dar certo”, opina a gerente da escola SESI-SENAI-IEL Lagoa de Porto Velho, Fabiana Amaral.

Segundo o gerente da escola SESI-SENAI de Vilhena, Silvio Leite, dentre os diferenciais da maior importância do Novo Ensino Médio, é levar os estudantes para um outro patamar de protagonismo, autonomia, criatividade, produção de projetos, soluções concretas para problemas reais, aprendizado ampliado e transformação do perfil dos concluintes do ensino médio pois, além do avanço inovador dos diversos temas/assuntos/disciplinas, terão a possibilidade real e concreta de concluir concomitantemente uma formação técnica, em áreas industriais diversas.

Fonte: Assessoria

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo