Política

Em “live” de fim de ano, Confúcio Moura faz balanço do mandato e afirma que está colocando em ação a sua experiência de vida pública

Nesta quinta-feira (31/12), data de encerramento do decreto de calamidade em saúde pública, o senador Confúcio Moura (MDB-RO), presidente da comissão mista do Congresso Nacional que acompanhou os gastos do governo federal com a pandemia, em uma “live”, ao lado da esposa, a médica Maria Alice, disse que o colegiado fez um trabalho sério e entregou um relatório de 278 páginas detalhando as consequências econômicas, os danos à saúde, a mortalidade, as providências, o crédito, o socorro emergencial e os cenários de futuro.

O senador contou que desde o dia 20 de abril, a comissão da Covid trabalhou sem parar. Segundo ele, foi única comissão do Congresso Nacional que funcionou sem interrupção durante a pandemia “Nós trabalhamos de uma maneira firme com a participação do Tribunal de Contas da União, Controladoria Geral da União, Receita Federal, Consultorias Legislativas e Orçamentárias da Câmara e do Senado, e uma comissão especial do Senado, a comissão da Covid-19”, disse.

De acordo com o parlamentar, nestes dois anos de Senado ele está colocando a sua experiência de vida pública e política em ação. Além do trabalho legislativo, o senador disse que também tem se dedicado a alocar recursos para o Estado. “Tem município que não possui recursos para nada. Não sobra nada de dinheiro. Esses recursos que a gente disponibiliza de emendas individuais, emendas coletivas e outros recursos extraordinários ajudam demais as prefeituras”, asseverou.

Confúcio Moura afirmou que o foco do seu mandato é a educação, ciência e tecnologia, no entanto, ele termina amparando outras áreas. O senador disse que o Brasil precisa mesmo é de educação de qualidade e lamentou que neste ano, praticamente, todas as escolas públicas ficaram fechadas. “Nós não sabemos ainda as consequências econômicas e sociais das escolas fechadas”, lamentou.

O senador também desejou sucesso aos prefeitos novos, aos reeleitos e aos vereadores que tomam posse nesta sexta-feira (01), e assegurou que este mandato será diferente para todos, mesmo para os mais experientes na vida pública. Segundo ele, este será o mandato voltado para as pessoas, para as necessidades, voltados para as crianças que não têm celular, que não têm computador, internet. Voltado para a alfabetização das crianças, para a educação, e se colocou à disposição para ajudá-los.

Ao finalizar, o parlamentar disse que 2020 foi um ano de desafios, onde todos tiveram que se reinventar, e desejou um ano novo cheio de esperança e muita saúde para todos.

Por: Zózimo Macedo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo