DestaquesPolítica

A Segunda Sessão Ordinária durou quase quatro horas, entre projetos aprovados e outras discussões os vereadores debateram o polêmico Projeto de Lei N. 15/CMC/2021

A segunda sessão legislativa ordinária da Câmara Municipal de Vereadores de Cacoal aconteceu na última segunda-feira dia 22, a sessão era bastante aguardada devido a repercussão nas redes sociais de um projeto polêmico que trata da procuradoria da casa.

O procurador da Casa de Leis advogado Tony Pablo, explicou o projeto e respondeu perguntas dos vereadores.

O projeto de extinção do cargo comissionado de procurador está sendo estudado e sequer entrou em votação.

A maioria dos vereadores são favoráveis a aprovação da lei, que vai gerar uma economia de Seiscentos mil reais por ano, (R$600,000,00).

Os parlamentares querem a extinção do cargo comissionado de procurador, porém, indicam algumas alterações, como a retirada de gratificações e aumento salarial para servidores, e procuradores efetivos da Câmara municipal.

Thiago Tezzari, presidente do SAAE, Serviço Autônomo de Água e Esgoto, também participou da Sessão e pediu apoio dos vereadores para aprovação de um projeto de investimentos na ordem de 2.8 milhões.

Com esse recurso financeiro será adquirido duas bombas (Booster), para ampliar o fornecimento de água, mantendo a pressão e garantindo o abastecimento nos bairros mais distantes.

Ainda conforme Thiago, a rede de esgoto também será ampliada atendendo os bairros que ainda não são beneficiados com a coleta de esgoto.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo