Lenha na Fogueira – Show de Fábio Júnior deve ser suspenso

Silvio Santos

Porto Velho – Show do Fábio Júnior em Porto Velho pode ser suspenso. O Show de Fábio Júnior marcado para acontecer no dia 16 de maio, no Teatro Palácio das Artes em Porto Velho. Pode ser suspenso.

**********

A produção do espetáculo, anunciou no dia de ontem 20, que os ingressos já podem ser adquiridos numa loja do Porto Velho Shopping.

*********

Procuramos a Funcer responsável pela administração do Palácio das Artes Rondônia, com o intuito de confirmar se realmente o show do Fábio Júnior estava confirmado e pasmem!

***********

A responsável pela agenda do Teatro nos informou, que a presidência da Funcer vai informar o produtor do show do Fábio na próxima segunda feira 23, que não pode confirmar ou garantir a liberação do Teatro, já que o governo estadual, publicou Decreto recomendando a suspensão de eventos que reúnam mais de 100 pessoas.

***********

O Decreto tem validade de 180 dias, porém, de inicio diz que a confirmação se vai ou não ser prorrogado, após os primeiros 15 dias.

************

Caso tudo continue como está, ou seja, a proliferação do coronavírus continue, o prazo será dilatado até que tudo volte ao normal.

*********

Como sabemos, o Palácio das Artes Rondônia é administrado pelo governo estadual e por isso, a Funcer não pode liberar qualquer apresentação em suas dependências.

*********

Portanto, a recomendação da coordenação de pauta do teatro, é de que os fãs do cantor Fábio Júnior aguarde mais um pouco para comprar ingressos.

*********

É mais um evento que sofre com a Pandemia causada pelo novo Coronavírus

**********

Outra do coronavírus:

***********

MPF recomenda zero contato com índios isolados e pede revogação de portaria da Funai sobre coronavírus.

***********

O Ministério Público Federal (MPF) recomendou à Fundação Nacional do Índio (Funai) que não promova qualquer ação “laica ou religiosa” em territórios onde se encontram grupos indígenas isolados brasileiros.

**********

“Abstenham-se de promover ações e/ou atividades, laicas ou religiosas, terrestres, fluviais e/ou aéreas nas imediações dos povos isolados e, em caso excepcional, que seja fundamentada e coordenada pela Coordenação Geral de Índios Isolados e de Recente Contatados conforme determina o regimento interno da Funai”, diz o MPF.

***********

Os procuradores também pediram à Funai a revogação da portaria publicada nesta semana que estabeleceu medidas de combate ao novo coronavírus.

***********

A portaria permitiu o contato com índios isolados, mesmo com a política da própria Funai de respeitar, desde a década de 80, o isolamento desses grupos indígenas.

**********

A fundação considera isolados os “grupos indígenas que não estabeleceram contato permanente com a população nacional, diferenciando-se dos povos indígenas que mantêm contato antigo e intenso com os não-índios”.

**********

Como revelou o blog, a portaria publicada pela Fundação mostrou o desconhecimento sobre o próprio regimento do órgão ao tirar da Coordenação-Geral de Índios Isolados a atribuição de contatar essas tribos.

***********

Por ser extremamente sensível, esse setor tem o conhecimento técnico para essas raríssimas expedições de contato.

***********

O texto da portaria abriu brecha para as 39 coordenadorias regionais da Funai atuarem, caso haja uma necessidade de aproximação com esses povos. Brecha esta que a Funai reiterou ao comentar, nesta quinta (19), a repercussão negativa entre indigenistas e especialistas sobre a portaria.

************

Além do MPF, o Conselho Nacional dos Direitos Humanos (CNDH), vinculado ao Ministério dos Direitos Humanos do governo federal, também pediu a revogação da decisão.

************

A Câmara dos Deputados pediu explicações à Funai sobre o texto.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA