Bares e conveniências abrem nessa sexta-feira, Prefeito comenta estudo para volta dos jogos de futebol e flexibilização de igrejas

(Foto: Divulgação)
Star Motos Multimarcas Cacoal

A edição no Decreto que flexibilizou a possibilidade de consumo em bares e conveniências foi publicada nessa terça-feira (07 de julho), e passará a vigorar na sexta-feira (10) em Vilhena. A partir de então, será permitido retirada e consumo dentro das dependências, desde que o estabelecimento siga as instruções de distanciamento e higiene necessárias.

Segundo o próprio Prefeito Municipal Eduardo Japonês (PV), a decisão foi tomada uma vez que Vilhena vem apresentando ótimos resultados no combate ao Covid-19. Além disso, o município conta com uma boa estrutura hospitalar com máscaras que permitem a melhora em casos de coronavírus (evitando que muitos casos terminem em internação).

Eduardo também comentou os resultados obtidos com o uso de ivermectina, medicamento usado na prevenção e tratamento do Covid-19. O Prefeito afirmou que cerca de 8000 pessoas em Vilhena fazem o uso do remédio, e que os resultados têm sido promissores. “Além disso, temos as máscaras de proteção e o álcool em gel, que auxiliam muito mais na proteção contra o vírus. Ou seja, temos muitos meios de prevenir e evitar a proliferação do Covid-19”, ressaltou esperançoso.

Além dos bares e conveniências, um novo estudo está sendo levantado. Com a resposta, será possível reabrir o setor de futebol da cidade e aumentar a capacidade de pessoas que poderão ir em igrejas.

Como relembra Eduardo, mesmo com a flexibilização do comércio vilhenense, é importante estar sempre protegido. Usar máscara, álcool em gel e manter o distanciamento social é importante para combater a contaminação. No mais, o Prefeito orientou a população para que (de forma consciente e prevenida) comece a retomar sua rotina normal, compre nos comércios e ajude a economia local a se recuperar.

CASOS DE PACIENTES TRANSFERIDOS

Eduardo confirmou que Cacoal já está voltando a receber pacientes, já que lá é a Central de atendimento da região. Como Vilhena saiu do Decreto estadual, a previsão é de que não haja lockdown na cidade, e novos pacientes não sejam transferidos para a saúde vilhenense.

No entanto, caso haja necessidade o Hospital Regional de Vilhena estará preparado para receber os moradores de outras cidades. Em relação à confusão originada após a transferência de uma moradora de Colorado D’Oeste, o Prefeito Eduardo Japonês comentou dizendo que o Prefeito local foi “irresponsável, ao não avisar a transferência”. Segundo Japonês, ele teria dito à paciente que viesse para a cidade, e procurasse a polícia caso não conseguisse ser atendida.

“Não é assim que funciona. Ele deveria ter ligado para nós, avisado. Tivemos gastos com a nossa estrutura, aplicamos força e valores para garantir a saúde de nossos moradores. É uma falta de respeito a forma como ele agiu, e essa não é a primeira vez”, relatou Eduardo Japonês.

O gestor afirmou que Vilhena não fechará suas portas para novos pacientes, já que não só recebem como têm o dever de atender a população no sistema de saúde pública. Mas pediu cautela e parceria entre as Prefeituras, e que os demais Prefeitos liguem e avisem sobre futuras transferências, para evitar novos transtornos.

 

Click Net Cacoal
COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA