Destaques

Mutirão para colocação de DIU é realizado pela Semusa em Porto Velho




Mulheres que desejam utilizar este método devem procurar uma unidade de saúde e fazer o agendamento

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) realizou, no último sábado (3), um mutirão para inserção do Dispositivo Intrauterino (DIU) em mulheres com idade fértil. A ação aconteceu no Centro de Referência em Saúde da Mulher e atendeu 81 mulheres durante todo o dia.

As pacientes beneficiadas no mutirão procuraram antecipadamente as unidades básicas de saúde e manifestaram o desejo da inserção do DIU, o agendamento para o procedimento foi realizado através do Programa de Saúde da Família.

Para evitar aglomeração de pessoas e evitar disseminação do coronavírus, a coordenação do Programa de Saúde da Mulher organizou os atendimentos por unidade de saúde. A cada hora as pacientes encaminhadas por uma unidade de saúde eram recebidas no local. Foram beneficiadas nove unidades de saúde que encaminharam cerca de 10 mulheres cada.

Segundo a coordenadora do programa, Cristilane Delgado, outro mutirão acontecerá em breve para atender mulheres encaminhadas por outras 10 unidades de saúde da Capital. Ainda segundo ela, entre os dias 23 e 25 de outubro, a Semusa vai até a região do Baixo Madeira realizar o mesmo trabalho de inserção de DIU em mulheres ribeirinhas.

Para ser beneficiada nos mutirões, a mulher que deseja utilizar o DIU como método contraceptivo deve procurar uma unidade de saúde próxima de casa para fazer o agendamento, inclusive nas regiões ribeirinhas.

Segundo a médica ginecologista, Sylvie Amado, antes da colocação do DIU a paciente passa por uma série de procedimentos, entre eles teste de gravidez, HIV, Sífilis e Hepatites B e C. O resultado sai em alguns minutos e se for negativo então a mulher é encaminhada para colocação do dispositivo.

O Dispositivo Intrauterino (DIU) é um pequeno objeto inserido no útero da mulher para atuar como contraceptivo, método para evitar gravidez.

Planejamento Reprodutivo

Mulheres que desejam outra forma de prevenção de gravidez também podem procurar as unidades básicas de saúde. Todas realizam o trabalho de planejamento reprodutivo e familiar com a distribuição dos métodos de contracepção oral e injetável, além da distribuição de camisinhas.

 

 

 

Fonte: Assessoria/Semusa 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar