Destaques

Agevisa realiza série de lives para conscientizar população sobre o combate à Sifilis




O Governo de Rondônia, por intermédio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), realiza uma série de lives que serão apresentadas todas as quartas-feiras do mês de outubro para intensificar a Campanha Estadual em Alusão ao Dia Nacional de Combate à Sífilis e a Sífilis Congênita, comemorado no terceiro sábado desse mês (17), conforme a Lei nº 13.430/2.017 .

O uso da camisinha (masculina ou feminina) em todas as relações sexuais (orais, anais e vaginais) é o método mais eficaz para evitar a transmissão das IST

O evento tem o intuito de cumprir com as diretrizes e prioridades do Ministério da Saúde nas linhas de atuação e eliminação da sífilis congênita, eliminação da Hepatite C até 2030, imunizar à população com a vacina da Hepatite B, principalmente as mulheres em idade fértil, a fim de prevenir a transmissão pelo vírus da Hepatite B, ampliar o acesso às ações de prevenção à saúde em Infecção Sexualmente Transmissíveis (IST), HIV e Hepatites Virais, e a Redução da Sífilis Adquirida, conforme explicou a coordenadora Estadual de Vigilância Prevenção e Controle da Sífilis da Agevisa, Stella Maris Pessoa Garcia.

A primeira live inicia na próxima quarta-feira (7), das 17h às 18h, na página do Facebook da Agevisa, com o tema: “Prevenção Transmissão Vertical do HIV/Aids”. O público-alvo é os profissionais da saúde que atuam na área e acadêmicos, e o público em geral que tenha curiosidade sobre os temas que serão abordados.

Para as lives foram selecionados temas relevantes sobre a prevenção da transmissão nos agravos de HIV, Hepatites B e C, e Sífilis com participação de profissionais e especialistas na área. “No encerramento da live que acontece no dia 28 de outubro, haverá a apresentação exitosa dos trabalhos desenvolvidos no município de Porto Velho com o Comitê Municipal de investigação da transmissão vertical e as ações de prevenção a esses agravos pela Associação Beradeiro, que tem como presidente o enfermeiro Marcuce Antônio e uma equipe multidisciplinar”.

PREVENÇÃO

A Coordenadoria Estadual de Vigilância Prevenção e Controle da Sífilis, explica que todas as pessoas que tem relação sexual desprotegida pode contrair uma IST, não importando a idade, estado civil, classe social, identidade de gênero, orientação sexual, credo ou religião. A pessoa pode estar aparentemente saudável, mas pode estar infectada por uma IST.

O uso da camisinha (masculina ou feminina) em todas as relações sexuais (orais, anais e vaginais) é o método mais eficaz para evitar a transmissão das IST, do HIV/Aids e das Hepatites Virais B e C, e serve para evitar a gravidez. “Importante ressaltar que existem vários métodos para evitar a gravidez; no entanto, o único método com eficácia para prevenção de IST é a camisinha (masculina ou feminina). Orienta-se, sempre que possível, realizar dupla proteção com o uso da camisinha e outro método anticonceptivo de escolha”, esclarece a coordenadora.

Para a coordenadora Stella a intensificação das ações no combate à Sífilis no mês de outubro, traz para a população uma reflexão sobre suas atitudes relacionadas à sexualidade, mudança de comportamento. Além, de agregar o conhecimento repassado aos profissionais de saúde, atuantes na rede de atenção à saúde, para uma qualificação no atendimento voltado a esses agravos.

Testes rápidos podem ser realizados nas Unidades Básicas de Saúde para detectar Sífilis

SÍFILIS

A doença é transmitida por relação sexual sem camisinha com uma pessoa infectada, e pode ser  transmitida para a criança durante a gestação ou parto. O uso correto e regular da camisinha é uma medida importante de prevenção da sífilis.

O exame recomendado pelo Ministério da Saúde, é o teste rápido para Sífilis, disponível em qualquer unidade de saúde no Estado de Rondônia. A doença tem cura e o tratamento é estabelecido de acordo com a fase da doença, com antibióticos sendo tomados nas doses corretas. “Recomendamos que quaisquer sintomas relacionados à Sífilis, que o usuário procure um profissional de saúde para ter um diagnóstico correto e um tratamento adequado, evitando assim a automedicação. Em relação à gestante, quando detectada a Sífilis, o tratamento deve ser iniciado o mais rápido possível”, orienta  Stella.

Para finalizar, Agevisa orienta aos futuros pais que acompanham suas parceiras nas unidades de saúde, onde existe o atendimento pré–natal do parceiro, sobre o objetivo de preparar o homem para a paternidade ativa e consciente, assim como detectar e tratar doenças, atualizar a carteira vacinal e incentivar a participação em atividades educativas nos serviços de saúde. “Para a população geral, o uso consciente dos preservativos masculino e feminino como forma de prevenção desses agravos, outra recomendação é que procure a unidade de saúde mais próxima de sua residência para realização dos testes rápidos para HIV, Sífilis, Hepatite B e C, a fim de ter um diagnóstico precoce e um tratamento adequado”.

PROGRAMAÇÃO DAS LIVES

Dia 7/10 – Abertura

Tema: Prevenção Transmissão Vertical do HIV/Aids

Palestrante: Dra. Maiara Cristina Ferreira Soares (infectologista) e Gladson Denny Siqueira (infectologista)

Dia 14/10

Tema: Prevenção Transmissão Vertical das Hepatites B e C

Palestrantes: Enfª Wanessa Prado (Programa Saúde da Mulher)

Enfª Denise Cavalcante (Programa Saúde da Criança)

Dia 21/10

Tema: Prevenção Transmissão Vertical da Sífilis

Palestrantes: Dra. Arlete Baldez (Manejo Clínico e Vigilância Epidemiológica – RO/Agevisa)

Dra. Soraya Cruz Beleza (epidemiologista do Hospital de Base)

Dia 28/10 – Encerramento

Tema: Ações de Vigilância, Prevenção e Controle das ISTs com foco na Sífilis

Palestrantes: Enfª Lourdes (Presidente do Comitê da Prevenção da Transmissão Vertical -Porto Velho)

Enfº Marcuce Antônio (Associação Beradeiro)

Enfª Ivana Annely Cortez da Fonseca (apoiadora do Projeto Sífilis Não!)

 

 

 

Fonte
Texto: Elaine Barbosa
Fotos: Jeferson Mota, Giliane Perin e Daiane Mendonça
Secom – Governo de Rondônia

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar