UM EXEMPLO DE VIDA

Star Motos Multimarcas Cacoal

Caro leitor, antes de falar de um vencedor, a saber, o DR. PAULO HENRIQUE SILVA, peço licença para uma breve introdução, a qual destaca três grupos de pessoas que nos levam à profunda reflexão.

Já descartando os caprichos do destino, a realidade é que muitos nascem em berço de ouro, cuja estrada a trilhar já está pavimentada pelos seus ascendentes. Estes abastados talvez jamais provarão das adversidades, frustrações e desilusões que a vida reserva para os mortais. Outros vêm ao mundo em modestos lares (às vezes, da perspectiva financeira, paupérrimos), dos quais a vida vai requerer muita fibra. Tal quadro faz muitos pensar erroneamente que o Criador predestina o ser humano, como se na nossa existência um nascesse para chorar, outro para sorrir, na genial apreensão do poeta cantante Tim Maia.

Assim, pobres almas mal formadas, conformistas, medrosas e apedeutas, primeiramente por culpa de pais negligentes; em segundo lugar por obra de mestres medíocres (especialmente das duas últimas décadas), logo absorvem esta deficiente cosmovisão. Por isso, a vida toda come poeira levantada por outros, em caminhos que eles nem sempre sabem para onde os levam e, por fim, acabam sucumbindo à beira da estrada.

Por outro lado, os valentes entendem logo cedo que na sua trajetória de vida aqui na face da Terra terão que caminhar por estradas sinuosas, às vezes, na beira de abismos e repleta de outros perigos. Igualmente entendem que terão de navegar por rios de águas impetuosas, as quais exigir-lhes-ão muita habilidade e perseverança, pois no seu percurso travarão duras batalhas contra a madrasta sorte. Esse tino, já na aurora da sua existência, fá-los perder “o medo da chuva”. Desse modo, subjugam as intempéries da vida e chegam ao crepúsculo dela bem sucedidos em praticamente todos os aspectos.

Finalmente, a minoria de intrépidos desbravadores embrenha-se por inóspitas florestas; guerreiam com inimigos desconhecidos; abrem a sua própria estrada, cujos horizontes reservam ricos tesouros para os que sonham grande e lutam pela realização dos seus ideais. Estes deixam um legado de entusiasmo e tenacidade registrado no panteão dos heróis. Dado esse contexto temos uma história para contar.
Num certo dia nasceu um menino na cidade de Cuiabá – MT. Era muito amado pelos seus familiares. Essa criança veio ao mundo num lar humilde, contudo desde cedo seus pais ensinou-lhe valores que pautariam toda a sua vida. O nome desta criança era PAULO HENRIQUE DOS SANTOS SILVA. Como sempre fora receptivo ao gradual ensino dos experientes, logo aprendeu que o verdadeiro conhecimento vem por medida e na ocasião certa; que a persistência antecede o sucesso.

Ainda em tenra idade (graças à educação transmitida pelos seus pais), percebeu que a vida é uma guerra, na qual devemos derrotar gigantes, leões e potestades, razão por que já passou a vender dim-dim na rua. Por outro lado, a sua formação cristã impeliu-o a desempenhar a tarefa de sacristão na Igreja São Luiz Gonzaga (Porto Velho -RO). Como logo se vê, esse menino não se amedrontou e acreditou que podia mudar a realidade que o cercava. Portanto, foi à luta.

Com apoio de um casal (Antônia e Genésio) piedoso que frequentava a Igreja em que era sacristão, a duras penas concluiu o segundo grau. Por conta do seu ótimo desempenho foi brindado com uma bolsa de estudos que lhe assegurou vaga em duas faculdades. Mas, como não era para o curso de jornalismo não se interessou por elas.

Na adolescência iniciou-se na lida de vendedor de lanches. Depois, passou a trabalhar de vendedor de queijos. Seus parcos recursos advindos dessa atividade também ajudavam no orçamento doméstico da família. Quando atingiu a maioridade tornou-se servidor público. Passou a trabalhar na assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Porto Velho-RO. Agora já cursava jornalismo à noite.

Mas, esse jovem tinha sonhos altaneiros; pensava transformar o mundo, cuja mudança deveria começar por homens públicos íntegros. Por isso, decidiu-se pela atividade da política idealista e inclusiva. Entretanto, a necessidade econômica o levou a se desdobrar profissionalmente como microempreendedor: passou a conciliar a sua vida de servidor público preponderante com a venda de queijos que os transportava numa motocicleta velha. É certo que essa atividade não lhe proporcionou fortuna, entretanto ajudou-o no seu orçamento doméstico.

Paulo Henrique chegou em Cacoal no ano de 2006 e no ano de 2008 começou a cursar a faculdade de Direito; Embora o seu curso tivesse sido interrompido por três meses para que ele pudesse dar atenção ao seu pai, o qual esteve internado em Barretos, no ano de 2011, foi graduado. Contudo, seu genitor não pode presenciar esse momento, para o qual seria uma grande satisfação. Em 2014 foi aprovado na prova da Ordem dos Advogados do Brasil.

Daí em diante passou a exercer a profissão de advogado, sempre trabalhando dentro da ética profissional. Em pouco tempo de militância nos tribunais, a excelência profissional o notabilizou, trazendo-lhe um ganho substancial, muitas alegrias e poucos dissabores. A essas alturas o jovem advogado DR. PAULO HENRIQUE SILVA podia-se dizer um profissional realizado. Porém, logo depois de ampliado os seus conhecimentos e graduado, a paixão pela política já havia se acentuado, de modo que o seu coração pulsava mais forte por ela; incomodava-o mais ainda. Por esse motivo, a partir de então iniciou sua militância política.
No ano de 2006 mudou-se para Cacoal. Mal aportou por aqui já se identificou com a gente dessa prodigiosa terra. Por isso, sem delongas, elegeu-a para morar por muitos anos, onde pretende criar sua filha Maria Clara e, quem sabe, viver até os últimos dias da sua existência.
Embora o DR. PAULO HENRIQUE SILVA ainda não tenha chegado à meia idade, podemos dizer, sem medo de equívocos, que a sua trajetória de vida é exemplar; de superação e conquista, a qual o habilitou à atividade política de compromisso social. Por isso, colocou o seu nome à disposição de diversas agremiações partidárias desta cidade, cujos diretórios convidaram-no para disputar uma vaga no pleito das eleições de 2020 deste Município, tanto para o Legislativo como para o Executivo.

Seneval Viana da Cunha
Jornalista e advogado

Click Net Cacoal
COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA